sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Para acabar de vez com a parvoíce e a mentira

Vai para imensos anos, depois de ter passado meses a fazer contactos e tornar possível os Encontros de Ficção Científica e Fantasia de Cascais de 1996, por sinal os primeiros, lá chegado descobri que me tinha transformado numa espécie de persona non grata. Não gostei e como manifestei o meu descontentamento, não sacrifiquei animais aos deuses da organização e publiquei mais tarde na minha página dedicada à ficção científica a minha opinião sobre o evento, fui brindado com um artigo na página da Simetria que tinha por título «Decidimos fazer um favor à Humanidade. Inauguramos esta rubrica com a crítica à PÁGINA PORTUGUESA DE FC&F de A. Holstein. Beware!». Essa peça foi produzida por dois membros da baixa hierarquia da tal associação e nela se referiam também ao trabalho apresentado nos referidos Encontros e também aí publicado, zurzindo-o ferozmente e alegando que o mesmo demonstrava  grave falta de conhecimentos e actualização.

Não satisfeitos também clamaram contra o uso da ilustração de Cthulhu. Uma página dedicada à ficção científica nacional não poderia ter como entrada tal abominação.

A famosa ilustração de Cthulhu

Decidi agora repor a verdade sobre o que se passou, porque onze anos volvidos, continua a manter-se activa a página, com o patrocínio da Simetria, onde se destilaram e continuam a destilar os veneninhos mesquinhos de gente que necessita de notoriedade e insiste em persistir e publicitar atitudes menos capazes.

Depois da "terrível" ilustração e do tal trabalho que transforma o leitor em «... vítima inocente que se depara com a página é completamente enganada, ...», aqui fica o infame texto.
 

 Deparei também com um link em que Gerson Lodi-Ribeiro fala dos Primeiros Encontros de Ficção Científica de Cascais e assim vejo-me compelido a aqui publicar o meu diário dos Encontros.
 



Sem comentários:

Enviar um comentário